Matar a la Bestia

Agustina San Martín | Ficção, cor, 79 min, 2021, Argentina, Brasil e Chile
CONTEMPORÂNEOS | Classificação: 12 anos

Emilia (17) chega a uma cidade religiosa na fronteira entre Argentina e Brasil. Ela busca pelo seu irmão desaparecido, com quem tem assuntos obscuros e mal resolvidos. Ela fica na casa de sua estranha Tia Inés, próximo a floresta onde, de acordo com rumores, uma perigosa besta apareceu uma semana antes. Entre realidade e mitologia, Emilia terá de confrontar seu passado.

Agustina San Martín é uma realizadora argentina. Ela estudou cinema na Universidad de Buenos Aires, onde também trabalhou como professora de roteiro. Ela também atua como roteirista e colorista. Dirigiu três curtas metragens: Monstruo Dios (2019), selecionado na mostra competitiva de curtas-metragens do Festival de Cannes, onde ganhou o Prêmio Especial do Júri; La Prima Sueca (2017), exibido na Mostra Generation do Festival de Berlim, e No Hay Bestias (2015), prêmio de melhor curta-metragem no Festival de Cartagena. Matar a la Bestia é seu primeiro longa-metragem.

Empresa Produtora: Caudillo Cine, Estúdio Giz, Oro Films
Empresa Distribuidora: Vitrine Filmes
Direção: Agustina San Martín
Produção: Diego Amson, Lucila de Arizmendi, Aline Mazzarella, Matheus Peçanha, Thiago Yamachita, Dominga Ortúzar Bullemore, Florencia Rodriguez Araya, Santiago Carabante
Roteiro: Agustina San Martín
Direção de Fotografia: Constanza Sandoval
Som Direto: Laura Zimmermann
Direção de Arte: Agustín Ravotti
Figurino: Luciana Bobadilla
Montagem: Ana Godoy, Juan Godoy, Hernán Fernández e San Martín
Trilha Sonora: O Grivo
Finalização de Som: Desenho de som: Mercedes Gaviria Jaramillo (ASA) // Mixagem: Tiago Bello
Elenco: Tamara Rocca, Ana Brun, João Miguel, Julieth Micolta, Kaique Jesus

PRESENCIAL

12 de dezembro | 16:30

Spcine Centro Cultural São Paulo
Sala Paulo Emilio

DISPONÍVEL ON-LINE

de 10/12, 20:00
até 17/12, 00:00

InnSaei TV
Scroll to top